segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Há rosas no jardim

Em torno de ti
Mágoa, que habita meu coração
Eu construo uma cerca branca de saudade
Cerco de mimos e cuidados a sua lembrança
Lavro a terra com a carência de sua presença
Semeio-a com a falta pungente que me fazes
Cultivo com carinho o jardim da sua ausência
E as rubras rosas que dele nascem
Eu chamo de solidão
Postar um comentário