terça-feira, 12 de novembro de 2013

Depressão

Depressão não é tristeza
É um mal insidioso
Que da gente se apodera
De vagar, aos poucos
Sem dar bandeira
É como uma doença silenciosa
Espalhando-se pelo corpo
As ideias envenenando
Os nervos paralisando
Obscurecendo a mente
Haurindo a energia
Enquanto não se se dá conta
Ela vai tomando corpo
A feição monstruosa
A horrenda face
Do medo e da angústia
O que resta é um corpo inerte
Sem vida, pura apatia
À agonia entregue
De ser prisioneiro de si mesmo
Postar um comentário