segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Epifania

Conheço poesias
Que se limitam
A um mero arranjo
Bonito
Atraente
De palavras
Como um buquê de plástico
Embora aparentemente
Vistoso e inteligente
Não despertam nenhum sentimento
Nem sequer uma emoção
São como pessoas lindas
Porém vazias
Podem ser sedutoras por fora
Mas estão mortas
Por dentro
Podem despertar tesão
À primeira vista
Mas a foda
É péssima
O gemido
É monótono
E o gozo
É fingido
Assim como as fodas
As boas poesias
São epifânicas
Postar um comentário