terça-feira, 9 de julho de 2013

'Tamo junto

Quanto mais sozinho
Mais acompanhado
Meu copo não está vazio
Está cheio, abarrotado
Transborda por todos os lados
Quem bebe comigo, sabe
Só porque você não vê
O horizonte infindo
Que aos meus olhos se abre
Não significa que, sozinho
Falte-me a sua amizade
Você segue comigo
Na forma da humanidade
Então, eu faço um brinde
Ao tortuoso descaminho
Que trilham os coraçãos nascidos
No berço da saudade
Postar um comentário