domingo, 2 de fevereiro de 2014

Mistério

O que você tem menina
Que tanto me fascina assim?
Que misterioso enigma
Esconde-se dentro de ti?

Serão esses olhos de felina
Quando os fixa em mim?
Ou será essa pele delicada
Que transpira a jasmim?

Serão os pelos da tua boceta
Que lembram um gracioso jardim?
Ou será a tua boca perfeita
Que beija com gosto de quindim?

Deste mistério sou presa
E dele não consigo fugir
Enquanto eu voo como mariposa
Entorno de ti, você se diverte e ri
Da minha obsessiva tristeza

Oxalá não tivesse escutado
O teu canto de sereia
Não teria caído como um pato
Na tua inescapável teia

Mas é tarde pra choradeira
Se desse pecado sou culpado
E culpado sou, de fato
Carrego a culpa sem petinência
Postar um comentário