quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Holismo

Pessoas várias
Especiais em si mesmas
Passarão e passarinho
Voando
Pela tua vida
Como numa longa migração
São caminhos
Que se cruzam
Seguem juntos
E depois se apartam
Para continuar
Cada qual a sua sina
Mas aí nada será mais o mesmo
Se você souber ensinar
E aprender
Não use as pessoas
Não espere ganhar
Dar é receber
Ofereça algo
Ainda que em troca de nada
Deixe uma marca
No ser de alguém
Algo para se lembrar
Algo que pode mudar a sua vida
Para sempre
Sua forma de ver e sentir
E você fará enternamente parte
Dessa pessoa
O mapa da vida não tem um sentido
Na verdade
É uma rede intrincada de possibilidades infinitas
Que não se constrói sozinho
Cada um de nós tem papel e importância
Ao criar as possibilidades que outros irão explorar
Vivemos várias vidas
Somos várias pessoas
Nem sempre eu consigo
Nem sempre eu tento
Mas eu desejo
Sempre
Fazer a diferença na vida de todo o mundo
Que por azar ou sorte
Me encontrarem por aí
Perdido, zanzando
Em busca de algo que não tem nome
Nem se pode nomear
Que não admite posse
Mas se pode encontrar
Se se souber onde procurar
Postar um comentário