terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Sobrei

Eu sobrei
De tão cheio
Transbordei
Pelo peito
Vazei
Por todos os poros
Extravasei
Até o pescoço
E emborquei
Eu todo
Na sua boca
Pra quem andava
Vazio e meio
Ando agora tão inteiro
Que até sobra
Quem quer pedaço?
Postar um comentário