terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Nesse vai e vem

Nesse vai e vem do dia e da noite
Eu nem sei mais quando é hoje
Se é domingo ou quarta de cinzas
Se você vai e não vem
Não tem embalo
Nem balanço
Nem cadência tem
E de tanto vai e vem
O compasso das nossas pernas
O mesmo ritmo já não tem
Mas meu samba não espera
Se você vai e não vem
Eu vou e volto, meu bem
Dois pra lá, dois pra cá
Ó abre alas, que eu quero passar
Postar um comentário