sexta-feira, 21 de março de 2014

Meus votos

Para os sem voz
Eu tenho ouvidos
Para os fracos e oprimidos
Eu tenho ombros
Aos que não têm abrigo
Eu dou acolhimento
Aos que são sozinhos
Eu faço companhia
Aos pobres de espírito
Eu ofereço compreensão
Aos desassistidos
Eu tenho tempo
E atenção
Aos que têm fome
Eu divido meu pão
Aos que têm sede
De justiça
Eu tenho sangue
E coração
Aos que sofrem
Eu dou conforto
E se eles mesmo assim riem
Eu rio junto
É nos desesperançosos
Que eu tenho fé
Aos que nada mais têm
Senão seus braços
Eu dou os meus
Num abraço
Em corrente
Esses são os meus votos
De punho em riste
Postar um comentário