quinta-feira, 10 de julho de 2014

Vômito

Como ser feliz neste mundo?
Se para buscar a felicidade
Deve-se marchar
Marche soldado,
Marche sem olhar para baixo!
Para ser um feliz solitário
É preciso dizer:
Foda-se todo o resto!
Pisar em cabeças, atolar-se em sangue
Comer merda e agradecer
Pela oportunidade
Para todo lado que eu olho
Vejo injustiça, covardia, crime
Quando virá o castigo?
Para o tédio, a pobreza de espírito
As preocupações mesquinhas do filisteu
Confortável em sua ignorância
Eu sinto náusea
Que me fermenta as entranhas
Náusea o suficiente para vomitar
Para vomitar por anos a fio
Vomitar até afogar esse mundo
Lavá-lo em vômito
Como Deus no dilúvio
A lágrima
Só se for de ódio
O grito
Será de revolta
E não haverá volta
Nem perdão
Postar um comentário