quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Um louco

Demoro a aprender
Cabeça dura, burro, teimoso
Resisto a ter de crescer
Sou menino meio velho meio moço
E tenho ainda muitos outros erros a cometer
De novo, de novo e de novo
Ainda me resta uma vida inteira por viver
Com sorte consigo um acerto ou outro
Enquanto isso, vou errando por puro prazer
Se eu gosto do caminho sinuoso
Que diabos eu posso fazer?
Ademais, se é por paixão e gosto
Que mal nisso há de ter?
Já tentei outros métodos, confesso
Sem sucesso - felizmente, devo dizer
E mesmo que vá mudando aos poucos
Não deixo de ser
Um louco
Postar um comentário