domingo, 21 de setembro de 2008

Lamento, mas faria tudo outra vez

Não me lamento
Pelos amores perdidos,
Pelas experiências desprezadas
Que agora são cicatrizes.


Pelas lições que não tirei da vida,
Pelos braços que não abracei,
Pelas merdas que não disse,
Pelos pensamentos mudos e engavetados.


Mas sim,
Por perder amores,
Por desprezar experiências
Que ainda não cicatrizaram.


Por não tirar nada da vida,
Por não abraçar mais braços,
Porque deveria ter dito merda,
Porque emudeci e engavetei tantos pensamentos...


Quem sabe uma segunda chance ainda espreita na esquina do mundo trazendo-me a redenção. Caso ela apareça por aqui queira, por favor, anotar-me o recado, porque, de novo, estou ausente.
Postar um comentário