terça-feira, 20 de novembro de 2012

Somos todos negros, mulheres, homossexuais, trabalhadores...

Toda vez é a mesma coisa: "se existe dia do negro, tem de haver dia do branco"; "se existe dia do homossexual, tem de haver dia do hétero"; "se existe dia da mulher, tem de haver dia dos homens"; etc. O que todas essas afirmações têm de comum é a recusa em admitir a existência de preconceitos historicamente arraigados. Há nelas uma noção abstrata de igualdade, que parte do pressuposto de que ninguém é diferente perante a lei e que nenhum grupo social tem o direito de exigir qualquer privilégio face aos demais. Esquece-se apenas que essa igualdade abstrata apenas esconde uma desigualdade de fato, que se reproduz na própria recusa de aceitar o fato de que há sim privilegiados: os brancos, os héteros, os homens, os ricos. Afirmar o dia do negro, da mulher, do homossexual, do trabalhador, é afirmar a existência desses privilégios e demonstrar a disposição de combatê-los. É lembrar que os brancos recebem um salário superior ao negro no mesmo cargo; é lembrar que a mulher não apenas leva uma jornada de trabalho dupla, mas que também sofre a violência dos homens todos os dias; é lembrar que os homossexuais são tratados como cidadãos de segunda classe, aos quais não são dados os mesmos direitos que se dão aos héteros. O dia de hoje é uma comemoração dessa luta. Até mesmo a institucionalização do próprio dia foi conquistado na luta. É por isso que o dia do negro não é apenas dia do negro: é dia da consciência negra, assim como o dia da mulher não é apenas o dia da mulher, mas o dia da libertação da mulher, e o dia dos homossexuais é o dia do orgulho LGBT. Se o homem branco e hétero se lamenta pela existência desses dias especiais, então a existência desses dias é necessária. O dia que esses dias especiais não forem mais necessários, isto é, quando não houver mais desigualdades de qualquer tipo, quando essa luta for coisa do passado, então substituiremos a afirmação de um grupo pela afirmação sociedade como um todo, em toda a sua diversidade: comemoraremos o dia da humanidade, o dia de todos os povos, o dia de todas as cores, o dia de todos os sexos!
Postar um comentário