terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Eles vivem numa boa e o povo no esgoto!

Num país acossado pela cólera e pela miséria, onde a inflação é a maior do mundo e o governo recentemente lançou notas de 100 trilhões de dólares zimbabuanos para possibilitar algum poder de compra para a população, o ditador Mugabe, no poder a 28 anos, vai realizar sua festa de octogésimo quinto aniversário com muita fartura. Serão duas mil garrafas de champanhe, oito toneladas de lagosta, três mil patos, quatro mil porções de caviar, oito mil caixas de chocolate Ferrero Roche, quinhentos quilos de queijo, para citar apenas alguns itens da lista. Irá custar ainda mais caro que seu aniversário passado: 1,2 milhões de dólares (e esses não são zimbabuanos). A festa será financiada em parte por empresários da elite do país. Nada como uma férrea ditadura para satisfazer as necessidades de acumulação capitalista num país africano. Como não dizer que a elite burguesa não coaduna e não participa da ditadura de Mugabe?
Postar um comentário